•  A POBREZA NÃO TEM DE SER UM FIM PARA QUEM NELA VIVE
quinta-feira, 02 março 2023 12:04

Cruz Vermelha de Bragança distinguida com prémio Arco-Íris ILGA Portugal do ano de 2021/2022

 

Os Prémios Arco-Íris, organizados pela ILGA Portugal em parceria com as associações AMPLOS e rede ex aequo, são um evento anual que pretende distinguir personalidades que, ao longo do ano, deram visibilidade a questões relacionadas com a Igualdade de género, Identidade e/ou Expressão de Género e Características Sexuais, contribuindo para uma maior e melhor inclusão da população LGBTI na sociedade, erradicando preconceitos e contrariando estereótipos.

O Projeto “Bragança, Diversidades Contigo” foi premiado com a atribuição de um Prémio Arco-Íris ILGA Portugal do ano de 2021/2022.

O projeto foi criado há um ano, pela Cruz Vermelha de Bragança e passa por um espaço de atendimento e informação a pessoas em que exista incongruência entre o sexo atribuído e o género experienciado, com enfoque na saúde. Com o apoio de profissionais especializados, aposta em ações de formação, promove a consultas especializadas e facilita processos de afirmação, estabelecendo-se como espaço de referência ao apoio de pessoas trans no distrito.

A lista de premiados, publicada no mês de fevereiro, incluiu: o Teatro Nacional D. Maria II, sob a Direção Artística de Pedro Penim; o Jornalista Ricardo Cabral Fernandes, pela peça de investigação “Práticas de conversão de orientação sexual: as torturas que ainda acontecem em Portugal”; a Rede de Bibliotecas Municipais de Lisboa e; Cláudia Varejão, pelo filme Lobo e Cão e pelo projeto (A)MAR - Açores pela Diversidade.

A entrega pública dos Prémios Arco-Íris 2021/2022, decorreu neste mês de fevereiro, no LuxFrágil, em Lisboa.


Partilhar
Powered by jms multisite for joomla